segunda-feira, 25 de maio de 2009

Calder e a Poesia do Mobile

Alexander Calder (1898-1976), nasceu nos Estados Unidos da América.
Filho de pai escultor e mãe pintora, desde cedo esteve envolvido com as artes. Tinha seu próprio atelier e construía seus próprios brinquedos. Inicialmente estuda Engenharia Mecânica e a partir de 1922, Arte. Antes de se dedicar à escultura foi pintor e ilustrador.
Em 1926 muda-se para Paris, Calder ocupa lugar especial entre os escultores modernos. Criador dos stabiles, sólidas esculturas fixas, e dos mobiles, formas metálicas unidas entre si por fios de arame.
Calder foi o primeiro a explorar o movimento na escultura, a sua mais importante contribuição para a escultura moderna foi o mobile. Formas de folhas inspiradas em Miró, enfiadas em fios de arame e suspensas como contrapesos em relação a placas mais pesadas e com movimentos mais lentos.



O leve movimento do ar actua como elemento de mudança, as placas de metal agitam-se tocados pelo vento, assumindo as formas mais imprevistas.
A leveza do movimento lembra uma dança, a frágil coreografia dos seus mobiles cabe no contexto da arte em movimento e em mutação.

9 comentários:

Professorinha disse...

E a isto chama-se o que realmente é: arte....

Beijis

Miriam Nascimento 6º6 nº20 disse...

Bom dia, professora.
O Calder é mesmo um artista,
são interessantes todas as suas obras de arte.
È pena o Calder nao saber reutilizar material. Vamos tentar fazer aquilo que ele nao fez.


Adeus,professora.

Susana Raquel 6º6 disse...

Isto sim é mesmo arte...
Eu acho as esculturas do Alexander Calder muito fixes, mas a dizer a verdade gosto mais dos Mobiles.

Carla e disse...

Ola professora..
O Calder tem "mobiles" muito interessantes e as suas artes também.

Natália ~6º6 disse...

Bom dia professora .
O Calder e mesmo um artista , consegue supreender muita gente !
Eu confesso que o trabalho que fizemos sobre a árvore foi muito giro , gostei muito !

Beijos Natália

Afonso, Duarte, Flávio e Marco 6º6 disse...

Este filme está muito engraçado e interessante. Também é divertido como o Calder conseguiu construir os seus mobiles. Também o admiramos porque ele conseguiu construir os seus próprios brinquedos. Não temos mais nada a dizer.

Até à Próxima aula.

Mariana e Conceição 6º6 disse...

Olá, professora...
Achamos que os mobiles de Alexander Calder são muito interessantes...
Principalmente porque se mexem muito, não são como as outras esculturas que são estáticas, ou seja, que não têm nenhum, tipo de movimento!!
As suas esculturas (Alexander Calder) são diferentes, usou cores escuras como o vermelho e o preto e são feitas de metal...
Vamos tentar fazer algo parecido!!

Cristina e Carla D. disse...

O Calder tem mobiles muito interessantes. Gostei muito de conhecer as obras deste escultor.
É uma boa fonte de inspiração.

Filipa 6º6 disse...

Olá, professora!
O Calder tem muito talento.
Adorei ver um dos mobiles dele no video. As cores que ele usa são muito vivas e isso ajuda as esculturas dele terem vida!!

Beijinhos, Filipa!!