terça-feira, 23 de dezembro de 2008

sábado, 20 de dezembro de 2008

Festa e Ceia de Natal

A Festa de Natal da EB 2,3 Frei Caetano Brandão realizou-se no grande auditório do Parque de Exposições de Braga no dia 17 de Dezembro.
O programa iniciou-se, como previsto, por volta das 21 horas e teve uma duração de aproximadamente três horas.
Canções, desfiles, danças, teatros e poesias cativaram crianças, jovens e adultos.


A tradicional “Ceia de Natal” do Agrupamento Vertical de Escolas Oeste da Colina (AVEOC), realizou-se no dia 19 de Dezembro. Contou com a presença de docentes, administrativos, auxiliares e membros da Associação de Pais de todas as escolas do Agrupamento.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O Natal está a chegar!

Os alunos da EB 2,3 Frei Caetano Brandão fizeram alguns trabalhos para decoração dos vários espaços escolares. A reutilização de materiais e a criatividade estiveram sempre presentes na concepção das originais decorações.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Árvore de estrelas

A entrada da nossa escola está mais bonita. Uma enorme árvore de Natal destaca-se na paisagem.
Linhas de estrelas prateadas brilham ao sol, lembrando a todos que é Natal.
O tecto da entrada do pavilhão principal também foi enfeitado com as nossas estrelas tridimensionais.
O material utilizado é muito simples, apenas pacotes de leite e alguns metros de sisal.
Reutilizando, ajudamos o meio ambiente e contribuimos para dar uma ar natalício à escola.

Ana Sofia e Filipa - 6º6

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Estrelas ecológicas



Em Educação Visual e Tecnológica, na realização dos trabalhos, temos sempre o cuidado de economizar material e diminuir os desperdícios. Procurando reciclar e sobretudo reutilizar materiais.
Seguindo esta linha de orientação, os alunos do 6º6, recolheram pacotes de leite e preparam-nos para serem reutilizáveis.
Traçaram, recortaram, vincaram e colaram. Deram um novo uso a embalagens que tinham como melhor destino o ecoponto amarelo.
Dezenas e dezenas de estrelas foram surgindo...
Estrelas prateadas, o elemento principal das suas decorações Natalícias.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Concurso "Postais de Natal" dos TUB

O concurso de "Postais de Natal", edição de 2008, promovido pelos Transportes Urbanos de Braga-TUB, decorreu entre 1 de Outubro e 16 de Novembro e envolveu cerca de 900 crianças do quinto e sexto anos de escolaridade do concelho de Braga.
Na apreciação dos trabalhos, o júri, constituído por representantes das escolas, encarregados de educação e Administração dos "TUB/EM", teve em consideração a qualidade gráfica, a pertinência da mensagem e a qualidade global dos postais.
Os dois primeiros classificados são alunos da EB2,3 Frei Caetano Brandão.
A aluna Ana Raquel, do 6º1, foi a grande vencedora do concurso. O seu postal, com o logotipo da empresa em grande plano, conquistou o primeiro prémio.O segundo prémio foi atribuido ao aluno João Pedro, do 6º3.Os prémios destinados aos três primeiros classificados, foram entregues no dia 11 de Dezembro, em cerimónia realizada na sede dos "TUB/EM".

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O que significam os 3 Rs?

Reduzir - a quantidade de lixo que cada um de nós produz, implica reduzir o consumo de tudo o que não é necessário;

Reutilizar - ao escolher produtos e embalagens que possam ser utilizados várias vezes;

Reciclar - alguns produtos que iriam para o lixo, colocando-os no respectivo ecoponto.


REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR

Vamos ajudar a salvar o Planeta!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Viagem ao Centro da Terra

Algumas turmas da E.B. 2,3 Frei Caetano Brandão foram ao cinema ver o filme "Viagem ao Centro da Terra" - 3D.
Esta actividade foi realizada em articulação com Formação Cívica e Ciências da Natureza.
"Durante uma expedição científica à Islândia, o visionário cientista Trevor Anderson, o seu sobrinho Sean e a bela guia local, Hannah, vêem-se inesperadamente presos numa gruta, de onde a única saída é na direcção das entranhas da Terra. Viajando por mundos nunca vistos, o trio depara-se com criaturas surreais e inimagináveis, incluindo plantas que comem pessoas, piranhas voadoras gigantes, pássaros incandescentes e terríveis dinossauros do passado. Os expedicionários chegam depressa à conclusão de que como a actividade vulcânica à sua volta está a aumentar, têm de encontrar um caminho de volta para a superfície da Terra antes que seja tarde demais… Com espectaculares ambientes foto-realistas e técnicas de filmagem novas e revolucionárias, Viagem ao Centro da Terra 3D é uma aventura épica que leva os espectadores directamente ao centro da viagem dos nossos heróis, partilhando com eles a sua louca e espectacular jornada."

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Dia Universal das Crianças

Em 20 de Novembro 1959, a Organização das Nações Unidas - ONU aprovou a Declaração dos Direitos da Criança composta por 10 artigos.
Muitos milhões de crianças sofrem, nos nossos dias, de situações indesejáveis e condenáveis, que vão da total ausência dos bens de subsistência ao trabalho forçado.

As crianças da E.B. 2/3 Frei Caetano Brandão assinalaram este dia com uma actividade organizada pela Mediação Escolar.
Fizeram uma exposição dos seus trabalhos, realizados com a orientação dos respectivos Directores de Turma, acerca dos "Direitos da Criança" e uma largada de balões com algumas mensagens que sensibilizavam para a problemática da Infância em todo o Mundo.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Visita ao Museu dos Biscainhos

O Museu dos Biscainhos está instalado no Palácio dos Biscainhos o qual foi fundado no século XVII e definido arquitectonicamente na primeira metade do século XVIII.
O palácio, os jardins barrocos e as suas colecções revelam o quotidiano da nobreza setecentista assim como numerosas referências da vida dos outros habitantes do espaço: capelães, criados e escravos.
A exposição permanente permite o conhecimento contextualizado de colecções de artes decorativas, instrumentos musicais, meios de transporte, gravura, escultura/talha, azulejaria e pintura, da época compreendida entre o século XVII e o primeiro quartel do século XIX.

Os alunos do 6º6, no âmbito da disciplina de História, visitaram este espaço museológico que reconstitui uma casa senhorial barroca do séc. XVIII. Percorreram uma sequência de espaços sugestivos da habitabilidade de outrora: o Salão Nobre, as Salas do Oratório, do Estrado, de Música e de Jogo, o Gabinete-Biblioteca, a sala de Jantar, os Quartos, a Cavalariça, a Cozinha e os Jardins.
Ficam aqui algumas fotografias do exterior do palácio e dos jardins. Se pretender usufruir de toda a beleza e riqueza ornamental do Solar, basta dirgir-se à cidade de Braga.

domingo, 9 de novembro de 2008

MANIF - 8 de Novembro

O Norte abriu a maior Manifestação alguma vez realizada em Portugal, por uma única classe profissional! Os Professores do Agrupamento Vertical de Escolas Oeste da Colina marcaram, em força, a sua presença.
Os docentes que se manifestaram em Lisboa aprovaram a realização de uma greve nacional para 19 de Janeiro contra o modelo de avaliação de desempenho, que o Ministério da Educação rejeita suspender.
Uma manifestação EM GRANDE, que reuniu entre 120 e 150 mil professores de todos os quadrantes políticos, em início e final de carreira, em torno de problemas comuns resultantes da aprovação do actual Estatuto da Carreira Docente.

Convém esclarecer alguns motivos que conduziram muitos destes professores a esta tomada de posição:

* os normativos que regulamentam a Avaliação de Desempenho Docente, condicionam a avaliação dos docentes aos resultados escolares dos alunos, quando estes não são em exclusivo da responsabilidade dos professores - a situação sócio-económica e cultural das famílias, o esforço/vontade por parte dos alunos e o acompanhamento/incentivo ao estudo por parte dos pais não serão também condicionantes do sucesso escolar?

* o abandono escolar por parte dos alunos, pela diversidade dos factores a que está associado, transcende a esfera de intervenção dos professores, razão pela qual não pode ser imputada aos professores. Por que motivo a avaliação dos professores é condicionada pelo abandono escolar dos seus alunos?

* aos professores avaliadores compete avaliar a preparação e realização das actividades lectivas dos colegas ... Será correcto e justo um docente ser avaliado por outro com perfil de formação científica diferente da do avaliado, quando é suposto efectuar a avaliação da vertente científico-pedagógica? Haverá igualdade/justiça quando avalia um professor da sua área científica e outro de área científica distinta?

* as quotas para a atribuição de Excelente e Muito Bom aos professores dependem mais uma vez dos resultados escolares dos alunos uma vez que são dependentes da avaliação externa realizada às escolas, na vertente Resultados Escolares? Os professores acabam por ser duplamente penalizados pelos resultados escolares dos alunos da escola onde leccionam!

Outros motivos uniram os professores em volta desta manifestação tal como os pressupostos/condicionantes do concurso que levou à divisão da carreira em professores titulares e não titulares e a obrigatoriedade de realização de prova de ingresso na profissão para quem concluiu cursos dirigidos ao ensino em Universidades ou escolas Superiores de Educação.

Professora Teresa Barbosa

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Visita à Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

Os alunos do 6º5 e 6º6, no âmbito das aulas de Formação Cívica e Educação Visual e Tecnológica, deslocaram-se hoje à Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva para visitar duas exposições:

"Até a Guerra tem limites"
A Cruz Vermelha Portuguesa e a Associação dos Ex-Deputados da Assembleia da república apresentam esta exposição fotográfica sobre Direito Internacional Humanitário (DIH). Esta exposição foi exibida pela primeira vez no V Fórum Social Mundial (Porto Alegre, Brasil, 2005), e parte dela tem vindo a ser apresentada em Portugal com o apoio da Comissão Europeia, do Comité Internacional da Cruz Vermelha Portuguesa.

"Animais como nós"
Exposição de pintura de Zélia Monteiro.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Folhas de Outono












Folhas secas, já cansadas,
descem da copa das plantas.
Tecem tapetes de fadas,
modelam compridas mantas.

Essas folhas já sem vida
vão enfeitando a paisagem,
deixando na despedida
só caminhos de romagem.

Gritam hinos à memória
de um Verão abrasador.
Morreram para dar glória
à vida que há-de dar flor.

E quando Março chegar,
trazendo a força da vida,
de novo se há-de cantar
à Primavera florida.

Autor: Mário Catarino



Trabalhos realizados pelos alunos do 5ºano - Turmas 7 e 8

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A arte de revestir com gravuras

A découpage é uma técnica muito interessante e com possibilidades infinitas de figuras ou recortes que se aplicam no objecto dando um acabamento maravilhoso. A palavra de origem francesa "découpage" significa recortar gravuras de papel e com estas revestir superfícies de objectos como madeira, cartão, metal, vidro e tecido.
Os alunos do sexto seis, seguindo uma orientação ecológica, recuperaram as suas capas do ano passado, utilizando uma técnica de découpage simples. Recortaram gravuras de acordo com um tema escolhido e revestiram a superfície das capas utilizando apenas cola branca.
O grande objectivo era "reutilizar e encantar". Cabe a cada um de vós avaliar se esse objectivo foi alcançado.

Conselho: Antes de reciclar, reutilize!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Bem-vindos!

Regresso às aulas...

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Novo visual

As paredes exteriores da EB23 Frei Caetano Brandão foram pintadas durante a interrupção das actividades lectivas.
Apresento algumas fotografias das várias fachadas, com um aspecto muito fresco e "lavado".
Os alunos estão de volta no dia 12 de Setembro, próxima sexta feira, para emprestar um novo colorido à escola.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Já eram...

As férias... chegaram ao fim!


Arranque do ano lectivo a 01 de Setembro:
reuniões, reuniões e mais reuniões...

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Finalmente... Ufa!

O serviço está a abrandar, as tão desejadas e merecidas férias estão à porta.
A alguns professores cabe ainda a tarefa de preparar o novo ano lectivo, de qualquer forma, o parque da escola começa a ficar vazio.
Outros trabalhadores "invadiram" a EB Frei Caetano Brandão...
Aproveitam as férias escolares para "lavar a cara" aos pavilhões, há 25 anos com a mesma "maquilhagem"...

Quanto a mim só me resta desejar boas férias para quem vai e bom trabalho para quem cá fica.

Até Setembro! Com novas cores!

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Acabaram as aulas

Os alunos da Escola Frei Caetano Brandão estão de férias desde o dia 20 de Junho.
Os professores continuam por cá, "atolados" na inútil papelada...
Uma das salas na hora de almoço...

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Cascatas Sanjoaninas

A tradição das Cascatas de S. João é já antiga e apesar de existirem em menor número continuam a fazer parte das comemorações da cidade de Braga.
O grupo de Educação Visual e Tecnológica, no final do ano lectivo 2006/07, organizou uma exposição de Cascatas de S. João elaboradas pelos alunos.



As cascatas enfeitadas
Vamos todos festejar
As aulinhas terminadas
O ano está acabar...

Este ano no S. João
Não há euros p'ra nada
Nem p'ra lançar um balão
Ou comer sardinha assada!

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Vem aí a noite mais longa de Braga!

As festas em louvor de São João, conservam grande parte da sua tradição original no Norte do país, principalmente no Porto e em Braga. Os primeiros registos do S. João de Braga datam de 1515, data que pela primeira vez a Câmara Municipal assume a sua realização. Na noite de 23 para 24 de Junho, não há bracarense que fique em casa. Nas ruas, os foliões passeiam o alho-porro, os martelos de plástico, compram manjericos e comem sardinha assada.

"Meu querido São João
És um Santo popular
Traz teu arco e teu balão
Vem com o povo dançar!

Delicados pés pisaram
Rosmaninhos pelo chão
Muitos corações amaram
Na noite de São João."

São João é o Santo mais festejado em todo o país. Pelo menos é o que nos diz o Cancioneiro Popular:

"Até os mouros na Mourama
festejam o São João.
Quando os mouros o festejam
que fará quem é cristão."

São João era primo de Jesus e ganhou o nome de "baptista" porque baptizava as pessoas no rio Jordão, derramando-lhes água sobre as cabeças.
Grande crítico da política romana era adorado pelo povo e odiado pelo Rei Herodes, que o mandou decapitar, a pedido da sua enteada, Salomé.
O dia 24 de Junho foi consagrado a S. João pois crê-se que ele nasceu nesta data.
Segundo os registos do Cancioneiro Português, dos três santos: Santo António, S. João e S. Pedro, São João é o santo menos confiável, por causa da fama de sedutor.

"São João fora bom santo
se não fora tão gaiato
levava as moças para a fonte
iam três e vinham quatro."

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Visita à Quinta de Pentieiros e percurso da Lagoa



Os alunos de 6º ano, no dia 11 de Junho, visitaram a Quinta de Pentieiros em Ponte de Lima.
Esta visita de estudo, organizada pelos professores de Educação Moral e Religiosa Católica, que terminou com a visita à Casa dos Rapazes e Lar de Santa Teresa, está integrada nas actividades desenvolvidas no âmbito do Clube da Solidariedade Social.
A visita à Quinta e o percurso da Lagoa de S. Pedro de Arcos foi um momento muito apreciado pelos alunos. A lagoa constitui um dos habitats de zona húmida mais representativos da área protegida e também um dos mais espectaculares ao nível paisagístico.
Ao longo do percurso tiveram a oportunidade de observar a presença de espécies de flora e fauna de zonas húmidas, bem como aperceberem-se da importância da intervenção humana no local.

sábado, 7 de junho de 2008

Força Portugal!

Hoje, o verde e o vermelho merecem destaque na colina.
POR-TU-GAL!
POR-TU-GAL!

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Especial Ambiente - Correio do Minho


Dia Mundial do Ambiente – 5 de Junho – numa escola de Braga

A EB 2/3 Frei Caetano Brandão, apesar dos chuviscos, começou o dia com uma fisionomia completamente diferente – esculturas ao ar livre, produzidas em materiais reciclados, ilustraram as preocupações dos alunos sobre alterações dos ecossistemas, sobre os problemas da poluição e a necessidades do uso de formas mais ecológicas de produção de energia.
Durante largas semanas as aulas Educação Visual e Tecnológica foram palco de estudos e propostas que levaram à montagem e animação de todo o espaço de entrada da escola, tendo em vista a comemoração do Dia Mundial do Ambiente – objectivo francamente conseguido.

São abelhas que esvoaçam, lagartas que rastejam flores que desabrocham, cogumelos e joaninhas, a par com espantalhos e até uma criança com o globo ao colo e um adulto que pedem ajuda para cuidarem do Planeta, numa exposição plena de intenção, plasticamente bem conseguida e muito adequada ao local, que não deixa de ser também um marco na formação global desta comunidade educativa.

Até animais mais exóticos se juntaram à festa – minhocas, tartarugas, girafas e galinhas – num contexto de festa de alegria, que ilustra a vontade de termos um mundo melhor, onde todos respirem.

As eólicas contribuem também para o ambiente cinético e dinâmico que com grande participação e interesse as centenas de alunos se revêem nos trabalhos que afanosamente elaboraram, congregando também os pais que os ajudaram a trazer para a escola os materiais para reciclar, envolvendo-os no processo formativo e revitalizando laços que a interacção sempre favorece.

Vale a pena visitar esta exposição, este episódio de alegria e optimismo, que irá estar patente até ao final do ano lectivo (se o tempo ajudar) uma vez que muitos dos materiais usados são biodegradáveis.

O Grupo de EVT

Hoje é o Dia Mundial do Ambiente!


Estas pequenas obras de arte estão em exposição no jardim principal da Escola Frei Caetano Brandão.
São criações dos alunos sob a orientação dos professores de Educação Visual e Tecnológica - EVT.

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Se a guerra tivesse sons mais suaves…

Hoje, a Escola Frei Caetano Brandão recebeu uma visita simpática dos alunos da turma 5 do 6º ano da Escola Dr. Francisco Sanches.
Cantaram-nos umas melodias de embalar que inspiraram o conto que se seguiu, apresentado pelos alunos da turma 6 do 6º ano da nossa escola.
Embora a temática fosse a guerra, os sons da música fizeram-se ouvir mais alto. Assim, entre os mimos das canções de embalar e os sons da precursão dos bombos e tarolas, tudo acabou em plena harmonia sonora e humana.
Por trás destes sons e destes alunos estiveram as professoras que com carinho “embalaram” este momento. Assim, da escola convidada estiveram as professoras Luísa e Ondina Cunha. Da nossa escola estive eu e, com boa disposição e empatia, a professora Carla Simões.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

O que fazemos nas aulas de Educação Visual e Tecnológica?

Os alunos estão a aprender a reciclar e reutilizar materiais de uma forma criativa e económica, para produzir novas imagens, ideias e objectos. Utilizar criativamente materiais de desperdício: plásticos, latas e caixas de diversos tamanhos, tubos, paus, botões, pregos, fios, lãs, papéis, cartões, bocados de madeira,... desenvolvendo atitudes de responsabilidade e compromisso para com o ambiente.
Cada vez mais os restos – resíduos – não deverão ser lixo. A reutilização dos materiais usados, quando possível, é a mais nobre das suas finalidades.
Qual o objectivo de toda esta produção?
Em breve o “mistério” será desvendado!

terça-feira, 20 de maio de 2008

Artistas do 6º ano

É verdade, a grande maioria acertou, os artistas são realmente alunos do 6º ano.
O trabalho apresentado é um conjunto de pinturas a guache em papel de formato A3 que foram recortadas e restauradas com lápis de cor.
O guache é constituído por pigmentos coloridos moídos em pó aglutinados com um pigmento plástico e pigmento branco opaco. Diferencia-se da aguarela pela sua qualidade opaca, as cores claras podem ser colocadas em cima de outras mais escuras, desde que já secas.
Na idade média já se usavam guaches nas iluminuras. Muitos artistas o usaram desde aí até aos nossos dias. Embora o guache seja principalmente uma técnica de pintura é também usado muitas vezes para desenho ilustrações ou trabalhar em conjunto com materiais variados de desenho.
Os alunos abordaram a cor de uma forma divertida e criativa. Diluíram, misturaram, experimentaram e brincaram com as cores. Este tipo de trabalho proporciona experiências educativas que podem despertar o gosto pela pintura.
Eis o resultado…

sábado, 10 de maio de 2008

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Alargar horizontes

No próximo dia 19 de Maio, os alunos do 5º ano, das turmas 5, 6, 7 e 8, da Escola E.B. 2/3 Frei Caetano Brandão, irão realizar uma visita de estudo à Fundação Serralves e ao Parque Biológico de Vila Nova de Gaia.
Um dos objectivos desta visita é promover a ligação entre a comunidade escolar e o meio.
A Fundação Serralves é uma instituição cultural que tem como missão sensibilizar o público para a arte contemporânea e o ambiente.
O Parque Biológico de Gaia mostra parte do património natural e cultural do nosso país (flora, fauna, clima, arquitectura rural, usos e costumes), alertando para a necessidade da preservação do meio ambiente.
Saída da escola às oito horas e vinte minutos e chegada prevista às dezoito horas.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Nomes coloridos

Estas são as capas onde os alunos guardam os seus trabalhos como se fossem pequenos tesouros. Vão-nas enchendo de cores, fazendo crescer fantasias, dando formas, criando sonhos… Um mundo mágico cheio de viagens entre folhas brancas, lápis, tintas e pincéis.


terça-feira, 6 de maio de 2008

As cores na Natureza

Olhamos à nossa volta e vemos uma imensidão de cores. Todas as cores estão na natureza ! Cores infinitas, que brilham, que gritam e que se transformam. Cores que marcam o universo da vida. As cores da Natureza são um verdadeiro boletim meteorológico.
Observamos a cor da paisagem, das flores, das aves, do mar e sentimos a estação do ano e até se o dia está quente e cheio de sol ou cinzento e chuvoso.
À nossa volta, as cores da Natureza multiplicam-se numa infinita variedade luminosa.
O despontar das cores branca, amarela e rosa das flores anuncia-nos a Primavera. Cada flor ou cada folha pode ser única no seu colorido, contribuindo assim para o nosso prazer. Porque tratamos tão mal a Natureza, quando ela insiste em oferecer-nos imagens como estas?






quarta-feira, 30 de abril de 2008

Era uma vez...

...uma colina brilhante, cheia de sol e de luz, com todas as cores do arco-íris… e muitas mais cores. Cores fortes e agressivas, cores suaves e doces.
O
vermelho uma cor dinâmica e alegre, a cor quente da paixão. O amarelo a cor do sol, das areias quentes e dos girassóis. O cor-de-laranja uma das cores do fogo, das tulipas, das rosas e do pôr-do-sol; faz lembrar o Verão e o calor. O verde uma cor fria e calmante, a cor das plantas, da Primavera e da esperança de ver o Sporting vencer. O castanho a cor da terra, das folhas velhas a caírem das árvores, uma cor outonal, é também a cor do chocolate que a torna muito especial. O azul de várias tonalidades preenche e refresca todo o horizonte. O violeta é uma cor misteriosa e o cor-de-rosa é a cor dos sonhos.